Entre Lugares e Imagens: o uso de dispositivos de realidade virtual e a percepção espacial

  • Eduardo Zilles Borba
Palavras-chave: Realidade virtual, Dispositivos, Percepção espacial, Materialidade, Tecnologias da comunicação.

Resumo

Este trabalho realiza uma abordagem sociotécnica para investigar as relações do usuário com dispositivos de Realidade Virtual (RV), em específico o Head-Mounted Display (HMD) do modelo Google Cardboard. Além de estudar o envolvimento do sujeito com o ambiente virtual, é investigada a influência do equipamento na sua percepção espacial. Parte-se do princípio de Fragoso (2015), de que as relações e intersecções da agência usuário-ambiente virtual são governadas por três espaços: espaço imaginado, espaço de enunciação e espaço material. Para investigar estas relações e interseções foi conduzida uma experiência empírica, na qual oito participantes – quatro experientes e quatro inexperientes no uso da RV – utilizaram o dispositivo Cardboard para explorar quatro cenários que diferem-se no contexto, design e funcionalidade. Após as explorações foram aplicadas entrevistas semiestruturadas, a fim de recolher dados sobre a percepção de espaço, materialidade, imersão e interação dos participantes. Em suma, a percepção de espaço imaginado foi relevante para usuários inexperientes, enquanto que o espaço de enunciação foi mais relevante para experientes e, por fim, o espaço material foi responsável por conectar as percepções de espaço de cada tipo de usuário.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
26-04-2018
Como Citar
Zilles Borba, E. (2018). Entre Lugares e Imagens: o uso de dispositivos de realidade virtual e a percepção espacial. E-Compós, 21(1). https://doi.org/10.30962/ec.v21i1.1362
Seção
Artigos Originais