A mitologia na representação cultural da cachaça: imagem negativa e tentativa de ressignificação

Daniella Ramos Silva, Sérgio Carvalho Benício de Mello

Resumo


Foram identificados os mitos que permeiam a cachaça na cultura brasileira, tendo por base o fato de eles favorecerem a representação cultural — imagem de uma cultura sobre determinado objeto — negativa desta bebida. Constitiu-se um corpus de pesquisa caracterizado por guardar vínculos significativos com a prática social em foco. A metodologia adotada foi a semiologia. Assim, foram identificados cinco mitos relacionados à representação cultural da cachaça: “cachaceiro”, “desprestígio”, “bebida popular”, “Brazilian brandy” e “da moda”. Concluiu-se que, ao contrário do que se supunha antes no início do estudo, os mitos não atribuem única e exclusivamente conotações negativas à cachaça no Brasil; conferem-lhe também conotações positivas. Entretanto, os mitos positivos ainda não conseguem ressignificar a representação cultural dessa bebida.

Palavras-chave


Cachaça; Representação Cultural; Mitologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30962/ec.v13i1.469

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Conceito A2, Qualis Capes

E-ISSN 1808-2599

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia