O oráculo de Mountain View: o Google e sua cartografia do ciberespaço

  • Fernanda Bruno
  • Antônio Leitão
  • Arthur Lobo
  • Bruno Boghossian
  • Luciana Guilhon Albuquerque
  • Natália Guimarães
  • Priscila Biancovilli
Palavras-chave: Cartografia, Vigilância, Google

Resumo

Este artigo identifica e analisa a constituição de uma nova cartografia do ciberespaço, cujo diferencial consiste no fato de ela não ser apenas um mapeamento dos lugares e dados do espaço informacional, mas sobretudo um monitoramento e uma vigilância dos usuários e seus percursos nesse espaço. A partir desse monitoramento, os rastros deixados na Rede são ordenados e classificados em bancos de dados, possibilitando a construção de perfis sobre padrões comportamentais, preferências e desejos de inúmeros indivíduos e/ou grupos. Os diversos serviços do Google são hoje o maior e mais eficiente exemplo dessa cartografia, constituindo o nosso objeto privilegiado de análise. Procura-se mostrar como se constrói uma cartografia do ciberespaço que é ao mesmo tempo uma taxonomia dos usuários e uma simulação de suas identidades, cujo traço central reside na sua dimensão performativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-06-2008
Como Citar
Bruno, F., Leitão, A., Lobo, A., Boghossian, B., Albuquerque, L., Guimarães, N., & Biancovilli, P. (2008). O oráculo de Mountain View: o Google e sua cartografia do ciberespaço. E-Compós, 6. https://doi.org/10.30962/ec.v6i0.91
Edição
Seção
Artigos Originais