Crianças de Zuwara: imagens censuradas no Facebook

  • Bárbara Heller
  • Priscila Ferreira Perazzo
  • Vinicius Souza
Palavras-chave: Censura, Imagem intolerante, Facebook

Resumo

As imagens dos refugiados sírios povoaram as mídias impressas e virtuais, em setembro de 2015. Enquanto a do menino Aylan Kurdi, morto por afogamento em uma praia na Turquia, tornou-se meme, fotos de outras cinco crianças sem vida, também vítimas da guerra civil na Síria, foram censuradas no Facebook. A partir de formulações de Barbie Zelizer, Susan Sontag e Jacques Rancière compreendemos que esses dois objetos midiáticos receberam tratamentos diferenciados, pois enquanto na do menino curdo observamos “arte engajada”, na das cinco crianças reconhecemos “arte política” e “imagem intolerável”.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
27-04-2016
Como Citar
Heller, B., Perazzo, P. F., & Souza, V. (2016). Crianças de Zuwara: imagens censuradas no Facebook. E-Compós, 19(1). https://doi.org/10.30962/ec.1222
Seção
Política

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##