Cao Guimarães: por uma escrita que se faz enquanto se pensa

  • Rafael de Almeida
Palavras-chave: Filme-ensaio, Cao Guimarães, Cinema da superfície.

Resumo

O presente texto debruça-se sobre a obra do artista plástico e cineasta Cao Guimarães, interessado nos aspectos estéticos de seus trabalhos e suas implicações políticas latentes. Nosso objetivo é levantar os traços estilísticos mais recorrentes de sua obra cinematográfica, por meio de uma análise de conjunto dos filmes, que nos possibilitariam comprovar as aproximações que a totalidade da obra mantém com o filme-ensaio, para, por fim, propormos a percepção da obra cinematográfica de Cao Guimarães enquanto um cinema da superfície, por crer que tal noção permita uma aglutinação entre sua inflexão ensaística e as implicações políticas que acreditamos ser um encadeamento desta.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
27-04-2016
Como Citar
de Almeida, R. (2016). Cao Guimarães: por uma escrita que se faz enquanto se pensa. E-Compós, 19(1). https://doi.org/10.30962/ec.1214
Seção
Cinema