O sentido das UPPs - A cobertura de O Globo e as políticas de Segurança Pública

  • Paulo Roberto Gibaldi Vaz
  • Pedro Barreto Pereira
Palavras-chave: Mídia, Segurança Pública, Favela

Resumo

Este trabalho compara as reportagens publicadas na última dezena de setembro de 2015 no jornal O Globo sobre os arrastões na orla da cidade do Rio de Janeiro e a morte de Eduardo Felipe Santos, no Morro da Providência. De modo a permitir uma compreensão histórico-conceitual das reportagens, a análise qualitativa será colocada em relevo com a pesquisa sobre a cobertura do mesmo periódico entre 2008 e 2012 sobre as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O objetivo é compreender como se dá o processo de seleção de eventos e produção de sentido sobre a Segurança Pública nessa cidade, que diferencia o tratamento dado entre os arrastões nas praias da zona sul e a morte de um jovem morador da favela. Desta maneira, nossa proposta é investigar como as notícias veiculadas pelo principal jornal da cidade contribuem para a legitimação discursiva de uma política pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
27-04-2016
Como Citar
Vaz, P. R. G., & Pereira, P. B. (2016). O sentido das UPPs - A cobertura de O Globo e as políticas de Segurança Pública. E-Compós, 19(1). https://doi.org/10.30962/ec.1232
Seção
Jornalismo

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##