Mídia, formação da opinião pública e voto popular: as narrativas de crime na TV e o referendo sobre o comércio de armas

  • Paulo Vaz
  • Mauricio Lissovsky
  • Guilherme Pecly
  • Maria Fantinato
  • Mariana Pombo
Palavras-chave: Mídia, Opinião, Referendo, Crime, Vítima virtual

Resumo

O artigo avança uma hipótese para explicar a súbita e intensa mudança de opinião sobre o comércio de armas após o início do horário eleitoral gratuito em outubro de 2005. A mudança teria acontecido porque a propaganda favorável à manutenção do comércio de armas soube explorar a percepção de segurança pública construída ao longo dos anos pelas narrativas midiáticas de crimes. Para dar sustentação empírica à hipótese, analisamos a cobertura de crime do RJ-TV, segunda edição, durante o ano de 2004.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Vaz, P., Lissovsky, M., Pecly, G., Fantinato, M., & Pombo, M. (2007). Mídia, formação da opinião pública e voto popular: as narrativas de crime na TV e o referendo sobre o comércio de armas. E-Compós, 8. https://doi.org/10.30962/ec.139
Edição
Seção
Dossiê Temático