Gambiarra como mediação

um encontro entre materialidades da comunicação e filosofia da técnica a partir das mídias digitais

Palavras-chave: mediação, Gambiarra, Mídias digitais

Resumo

Retomando discussões anteriores sobre a conceituação de gambiarra no campo da comunicação e nas ciências humanas e sociais, o presente texto faz uma revisão da obra de Gilbert Simondon e autores dos chamados Media Studies trazendo as noções de mediação e informação como suporte de uma reflexão sobre a gambiarra. A partir de autores como Alexander Galloway e Lori Emerson, busca-se reconstruir o processo de "concretização" ou individuação dos objetos técnicos digitais com foco nos videogames, propondo sua afinidade com o conceito em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Messias, Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, Maranhão, Brasil
Doutor em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi bolsista de pós-doutorado Capes/PNPD do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense. Professor Adjunto do Curso de Comunicação Social/Jornalismo e do Programa de Pós- Graduação em Comunicação da UFMA, Campus Imperatriz.

Referências

CONSALVO, Mia. Cheating: Gaining Advantage in Videogames. Cambridge: The MIT Press, 2007.

DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed. 34, 2009. (v. 1).

______. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed. 34, 2008. (v. 4).

EMERSON, Lori. Reading Writing Interfaces: from the digital to the bookbound. Minneaopolis: University of Minnesota Press, 2014.

GALLOWAY, Alexander R.; THACKER, Eugene; WARK, McKenzie. Excommunication: three inquiries in media and mediation. Chicago: The University of Chicago Press, 2014.

______. Gaming: Essays on Algorithmic Culture. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2006.

______. Protocol: How Control Exists After Decentralization. Cambridge: The MIT Press, 2004.

______. The Interface Effect. Cambridge, UK: Polity Press, 2012.

GEE, James P. What Videogames Have to Teach us about Learning and Literacy. New York, Palgrave Macmillan, 2003.

GRUSIN, Richard. Radical Mediation. Critical Inquiry, v. 42, n. 1, p. 124-128, 2015.

GUATTARI, Felix. Caosmose: um novo paradigma estético. São Paulo: Editora 34, 2006.

GUMBRECHT. Hans. Production of Presence. Stanford: Stanford University Press, 2004.

GUMBRECHT. Hans. U; PFEIFFER, Karl Ludwig. (Ed). The Materialities of Communication. Stanford: Stanford University Press, 1994.

HALL, Gary. Pirate Radical Philosophy. Radical Philosophy, v.173, p. 33-40, May/Jun. 2012

HENNION, Antoine. Loving Music: from a Sociology of Mediation to a Pragmatics of Taste. Comunicar: Scientific Journal of Media Education, n. 34, v. XVII, p. 25-33, 2010.

HUI, Yuk. On the existence of digital objects. Minneapolis/London: University of Minnesota Press, 2016a.

______. The Question Concerning Technology in China: An Essay in Cosmotechnics. Falmouth: Urbanomic Media, 2016b.

KASTRUP, Virgínia. A invenção de si e do mundo: uma introdução do tempo e do coletivo no estudo da cognição. BeloHorizonte: Autêntica, 2007.

KITTLER, Friedrich. Literature, Media, Information Systems. Amsterdam: OAP, 1997.

LAKOFF, George; JOHNSON, Mark. Philosophy in the Flesh: The Embodied Mind and its Challenge to Western Thought. New York: Basic Books, 1999.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1994

______. Reassembling the Social: An Introduction to Actor-Network-Theory. New York: Oxford University Press, 2005.

LIANG, Lawrence. Beyond Representation: The Figure of the Pirate. In: ECKSTEIN, Lars; SCHWARZ, Anja (Ed.). Postcolonial Piracy: Media Distribution and Cultural Production in the Global South. New York/USA: Bloosmbury, 2014.

MANOVICH, Lev. Language of New Media. Cambridge: MIT Press, 2002

MESSIAS, José. Gambiarra e videogames: uma visão cognitiva das tecnologias de entretenimento em world of warcraft. Contemporanea (UFBA. On-line), v. 15, p. 695-720, 2017.

MBEMBE, Achille. Critique of Black Reason. Durham: Duke University Press, 2017.

NEGRI, Antonio.; HARDT, Michael. Império. 9. ed. Rio de Janeiro: Record, 2010.

NEWMAN, Jame. Playing with Videogames. New York: Routledge, 2008.

OLIVEIRA, Luiz Alberto. Biontes, Bioides e Borgues. IN: NOVAES, Adauto (Org.). O homem-máquina: a ciência manipula o corpo. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

PHILIP, Kavita. Keep on Copyin’ in the Free World? Genealogies of the Postcolonial Pirate Figure. In: ECKSTEIN, Lars; SCHWARZ, Anja (Ed.). Postcolonial Piracy: Media Distribution and Cultural Production in the Global South. New York/USA: Bloosmbury, 2014.

REGIS, Fátima. Comunicação, sistemas complexos e transdisciplinaridade: um comunicar intercientífico. Revista Contracampo, v. 15, p. 151-164, 2006.

______. Textos, texturas e intertextos: apontamentos sobre aprendizado e competência na comunicação digital. Intexto, Porto Alegre, n. 33, p. 209-224, maio/ago, 2015.

ROSAS, Ricardo. Gambiarra: alguns pontos para se pensar uma tecnologia recombinante. Caderno Videobrasil 02: Arte, mobilidade, sustentabilidade, São Paulo, 2007.

SIMONDON, Gilbert. [1958]. On the Mode of Existence of Technical Objects. Minneapolis: Univocal, 2017.

______. The position of the problem of ontogenesis. Parrhesia Journal, n. 7, p. 4-16, 2009.

SODRÉ, Muniz. A ciência do comum: notas para o método comunicacional. Petrópolis: Vozes, 2014.

VARELA, Francisco. Conhecer: as ciências cognitivas, tendências e perspectivas. Lisboa: Instituto Piaget, 1995.

VARELA, Franscisco; THOMPSON, Evan T.; ROSCH, Eleanor. A mente corpórea: ciência cognitiva e experiência humana. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. A inconstância da alma selvagem e outros ensaios de antropologia. 5. ed. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

WARK, McKenzie. Gamer Theory. Cambridge: Harvard University Press, 2007.

WARK, McKenzie. Furious Media: A Queer History Of Heresy. In: GALLOWAY, Alexander R.; THACKER, Eugene; WARK, McKenzie. Excommunication: three inquiries in media and mediation. Chicago: The University of Chicago Press, 2014.

Publicado
08-04-2020
Como Citar
Messias, J. (2020). Gambiarra como mediação: um encontro entre materialidades da comunicação e filosofia da técnica a partir das mídias digitais. E-Compós, 23. https://doi.org/10.30962/ec.1848
Seção
Artigos Originais