Do passado ao presente, do preto e branco à cor

restituições da memória de Auschwitz

  • Rafael Tassi Teixeira Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil
  • Ana Carolina Lima Santos Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, Minas Gerais, Brasil
Palavras-chave: fotografia, memória, temporalidades, colorização, Holocausto

Resumo

Este artigo observa a construção da potência mnemônica em Faces of Auschwitz, projeto da colorista Marina Amaral que resgata retratos de identificação feitos no campo de extermínio nazista e os põe em cores. O trabalho é apreendido pelo modo como reordena e subverte o propósito das imagens originais, levando-as da tentativa de assujeitamento à capacidade de comemoração e de restituição da memória das vítimas do Holocausto, assentada nos vestígios de humanidade e de dor. O registro da jovem Czesława Kwoka, produzido pelo então prisioneiro Wilhelm Brasse e colorizados por Amaral, além de outros retratos, são tomados como ponto de partida para as discussões aqui propostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Tassi Teixeira, Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil

Doutor em Sociologia pela Universidad Complutense de Madrid – UCM, Madri, Espanha. Professor Adjunto da Universidade Estadual do Paraná. Líder do grupo de pesquisa Desdobramentos Simbólicos do Espaço Urbano nas Narrativas Audiovisuais – GRUDES. Vicecoordenador do Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná – UTP, Curitiba, Paraná, Brasil.

Ana Carolina Lima Santos, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, Minas Gerais, Brasil

Doutora em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia. Professora do curso de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Ouro Preto.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que resta de Auschwitz (Homo Sacer III). São Paulo: Boitempo, 2008.

AMARAL, Marina. “Color has the power to bring life back to the most important moments”. In: Marina Amaral’s blog, 30 abr. 2016. Disponível em http://www.marinamaral.com/ about. Acesso em 21 nov. 2018.

AMARAL, Marina. “Faces of Auschwitz: Janina Nowak”. In: Marina Amaral’s blog, 3 abr. 2018. Disponível em http://www.marinamaral.com/blog/2018/4/3/faces-of-auschwi tz-janina-nowak. Acesso em 21 nov. 2018.

AMARAL, Marina; JONES, Dan. The colour of time: a new history of the world 1850-1960. London: Apollo, 2018.

BERCITO, Diogo. “Artista brasileira dá cores à foto de vítima de Holocausto”. In: Folha de S. Paulo, 4 abr. 2018. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2018/04/ artista-brasileira-da-cores-a-foto-de-vitima-do-holocausto.shtml. Acesso em 21 nov. 2018.

CZESŁAWA KWOKA. In: Faces of Auschwitz. 2018. Disponível em https://facesof auschwitz. com/gallery/czeslawa-kwoka. Acesso em 15 nov. 2018.

DE DUVE, Thierry. “A arte diante do mal radical”. In: Ars, v. 7, n. 13, 2009. Disponível em http://www.revistas.usp.br/ars/article/view/3062. Acesso em 19 dez. 2018.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Imágenes pese a todo: memoria visual del Holocausto. Barcelona: Espasa, 2012a.

DIDI-HUBERMAN, Georges. “Quando as imagens tocam o real”. In: Pós, v. 2, n. 4, nov. 2012b. Disponível em eba.ufmg.br/revistapos/index.php/pos/article/view/60.

DIDI-HUBERMAN, Georges. “Devolver uma imagem”. In: ALLOA, Emanuel (org). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2015.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Cascas. São Paulo: Editora 34, 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. “Olhos livres da história”. In: Revista Ícone, v. 16, n. 2, 2018. Disponível em https://periodicos.ufpe.br/revistas/icone/article/view/238900. Acesso em 21 nov. 2018.

EDWARDS, Theresa; SCHREINER, Lori. Painting Czesława Kwoka: honoring children of the Holocaust. E nglewood: Unbound Content, 2012.

FACES OF AUSCHWITZ. 2018. Disponível em https://facesofauschwitz.com. Acesso em 15 nov. 2018.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São
Paulo: Cosac Naify, 2007.

HILBERG, Raul. La politique de la mémoire. Paris: Gallimard, 1996.

HIRSH, Marianne. The generation of postmemory: writing and visual culture after the Holocaust. New York: Columbia University Press, 2012.

KEANE, Fergal. “Returning to Auschwitz: photographs from hell”. In: Mail on Sunday, 7 abr. 2007. Disponível em https://www.mailonsunday.co.uk/home/moslive/article-447045/ Returning-Auschwitz-Photographs-Hell.html#. Acesso em 21 nov. 2018.

LÉVINAS, Emmanuel. Ética e infinito. Lisboa: Edições 70, 2010.

LINFIELD, Susie. “Warsaw, Lodz, Auschwitz: in the waiting room of death”. In: The cruel radiance: photography and political violence. Chicago: The University of Chicago Press, 2012.

ŁYSAK, Tomasz. “Wilhelm Brasse’s photographs from Auschwitz: testimony and photography in Irek Dobrowolski’s The portraitist”. In: KOBRYNSKYY, Oleksandr; BAYER, Gerd (org). Holocaust cinema in the twenty-first century: memory, images and the ethics of representation. New York: Columbia Universit Press, 2015.

NANCY, Jean Luc. “Pele essencial”. In: O percevejo, v. 6, n 1, jan./jun. 2014. Disponível em http://www.seer.unirio.br/index.php/opercevejoonline/article/viewFile/5067/4506. Acesso em 11 jul. 2019.

PULS, Mauricio. “Cor ou preto e branco? Razões de uma escolha”. In: Zum, 11 mar. 2016. Disponível em https://revistazum.com.br/radar/cor-ou-pb. Acesso em 22 nov. 2018.

RANCIÈRE, Jacques. “Será que a arte resiste a alguma coisa?” In: LINS, Daniel (org). Nietzsche, Deleuze, arte e resistência. Fortaleza: Forense Universitária, 2007.

REGISTRATION PICTURES AND MARKING SYSTEM. In: Faces of Auschwitz. 2018. Disponível em https://facesofauschwitz.com/registration-pictures. Acesso em 15 nov. 2018.

RICOEUR, Paul. A memória, a história e o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

SANCHEZ-BIOSCA, Vicente. Miradas criminales, ojos de víctima: imágenes de la aflicción en Camboya. Buenos Aires: Prometeo, 2017.

YOUNG, James. The texture of memory: holocaust memorials and meanings. New Haven: Yale University Press, 1993.

ZELIZER, Barbie. Remembering to forget: holocaust memory through the camera’s eye. Chicago: University of Chicago Press, 1998.
Publicado
08-04-2020
Como Citar
Teixeira, R. T., & Lima Santos, A. C. (2020). Do passado ao presente, do preto e branco à cor. E-Compós, 23. https://doi.org/10.30962/ec.1925
Seção
Artigos Originais