Etnografias ao limite: espaços das violências e as mortes em sujeitos transnacionais

  • Alfredo Nateras Domínguez
Palavras-chave: Juventude, violência, cidade, configuração identitária

Resumo

O artigo analisa o caso das “maras” e de outros agrupamentos juvenis de caráter transnacional, adotando um posicionamento acadêmico e político. Assumindo sua própria localização etnográfica desde uma concepção limítrofe, desde aí propõe a problematização de situações limite experimentadas pelos sujeitos de sua investigação. As interconexões entre violência e juventude, recebem assim um olhar tanto local quanto transnacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
10-03-2009
Como Citar
Domínguez, A. N. (2009). Etnografias ao limite: espaços das violências e as mortes em sujeitos transnacionais. E-Compós, 11(3). https://doi.org/10.30962/ec.325
Seção
Artigos Originais